quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Sorry But I Still Love You- Capítulo 15

“ A então as coisas vão ser assim Demetria? Vai me trocar por uma MULHER, que está praticamente morrendo em um leito de hospital?” –Ian
"Não estamos falando de uma simples mulher, estamos falando da MINHA MULHER! Nunca tive nada sério com você, não sei o por que de tanta intromissão na minha vida!"-Demi
"Porque aquela vadia nem se esforçou e conseguiu tirar você de mim. Você é minha Demetria, MINHA, não me interessa se ela é também ''mãe'' da sua filha, eu não quero nem imaginar ela perto de você!" -Ian
"Quando você vai perceber que eu nunca fui sua? Que você não manda em mim? Eu quero imaginar ela perto de mim, pra falar a verdade mais que perto, quero sentir seus braços ao redor de meu corpo, quero sentir o gosto de seu beijo novamente, quero tê-la de volta, chamá-la de minha e saber que ninguém irá nos separar de novo. Eu à amo Ian, ela pode estar num hospital agora mas ela ja passou por isso uma vez e tenho certeza que ela cai passar de novo. Então entenda de uma vez por todas que não quero você, que nunca quis, a única pessoa que quero ao meu lado é a (SeuNome)!" -Demi.

Esperei por uma resposta, mas como eu previa ela não veio. Quer saber? Foda-se! Agora ele tem que botar em mente que não quero absolutamente nada com ele!
E depois do que li naquele diário, eu sinto que preciso vê-la imediatamente, estou convicta que vou visitá-la hoje e nada vai me impedir.

[...]

Nathália: Já pode ir vê-la senhorita Lovato! -uma enfermeira veio me avisar na sala de espera do hospital- Entre na penúltima porta à direita - ela disse assim que me guiou até o corredor, digamos que Nathália é minha informante aqui dentro- Você tem 20 minutos.

Entrei naquele quarto todo branco e lá estava a minha (SeuNome), deitada e seu corpo ligado à alguns aparelhos. Vê-la neste estado me parte o coração, como eu pude ser tão burra ao deixá-la sem nem ouvir uma ''explicação''?
Talvez se nada tivesse acontecido há 7 meses atrás ela não estaria aqui, talvez nós estaríamos felizes aproveitando uma provável férias com a nossa filha, ou até mesmo planejando uma outra lua de mel -me aproximei de seu leito e me sentei em uma poltrona que ali havia, fiz questão de me sentar próxima à ela para poder tocar e segurar em sua mão-

Demi: Sabe (SeuApelido), alguns médicos falam que mesmo quando uma pessoa está em coma, ela ainda é capaz de ouvir tudo ao seu redor. Não sei se isso é verdade, tomara que seja, porque eu desejo muito que você seja capaz de me ouvir. Bom, pra começar, quero que você saiba que estou muito arrependida ela maneira que tratei você nesses últimos meses, eu fui uma completa idiota com você. Não sei se você vai ficar brava quando descobrir mas... eu meio que ''sem querer querendo'' acabei lendo seu diário, juro de mindinho que só li duas páginas e essas 2 páginas foram as mais importantes que eu poderia ler. Me desculpa amor, por não ter ouvido você antes, de não ter acreditado em você, só Deus sabe o quão arrependida eu estou, eu simplesmente deixei você ir, não te dei chance de me dizer um 'a'' se quer e já fui pedindo separação. E se eu ver aquele desgraçado por aí, eu juro que as bolas da nossa árvore de natal esse ano vão ser um tanto exóticas. Ele ainda vai pagar amargamente por ter encostado aquelas mãos imundas em você, a se vai! Tenho certeza que se você me vise hoje iria dizer que eu estou uma cara de ''boba apaixonada'' e adivinha? Eu estou! Estou com aquela mesma cara de boba apaixonada de quando conheci você, de quando eu disse pela primeira vez "Eu te amo" à você, principalmente de quando você me pediu em namoro, foi um dos dias mais felizes da minha vida, só perde pro dia do nosso casamento, pro dia em que nos conhecemos e por último mas não menos importante, pro dia em que o nosso pequeno anjinho sem asas nasceu. Eu ainda me lembro perfeitamente daquela noite em New York, de cada palavra que você me disse: "Você aceita namorar comigo?" "Mas e se não der certo?" "Demi, eu prefiro tentar ser feliz contigo do que sofrer imaginando como seria!". Foi ali, naquela noite, que eu percebi que já era sua, que eu estava completamente entregue à você. Lembro-me também dos nossos momentos pela sua empresa, de todas às vezes que te fiz uma visita surpresa depois de uma reunião importante e de sua secretaria me olhando estranho, pois sabia e ouvia o que fazíamos em sua sala. Também lembro de todas às vezes que você foi no quarto de Isa de madrugada enquanto ela chorava e eu sei que você sabia claramente que era a minha vez de ir até lá. -suspirei como uma tentativa falha de tentar segurar minhas lágrimas- Eu sinto tanta a sua falta meu amor, sinto falta dos seus braços ao redor de minha cintura, falta de sentir seus lábios juntos aos meus, de seu abraço quente me puxando junto a ti em uma noite fria, da maneira que me olhava, me tocava, me beijava, eu sinto falta de você (SeuApelido). E por mais que eu tenha demorado pra admitir, hoje eu afirmo com todas as letras que ainda te amo. Pois é amor, eu ainda te amo! Então por favor, volta logo pra nossa Isa, volta logo pra mim! -não consegui segurar,  lágrimas já saiam de meus olhos sem permissão, me levantei e dei uma olhada nela, me debrucei sobre ela e depositei um leve selinho sobre seus lábios- Tchau meu amor!
Miley: Nossa, que cena comovente, bravo -disse batendo palmas- Se ela estivesse em são consciência talvez até voltaria correndo pra você - ela estava escorada na porta, logo que terminou de espalhar veneno sobre mim ela soltou uma gargalhada irônica que eu tanto odeio-
Demi: O que você faz aqui? -disse ríspida-
Miley: Eu que lhe pergunto. O que VOCÊ faz aqui?
Demi: Anda, me responda!
Miley: Está mais que óbvio que eu vim visitá-la.
Demi: Então não de uma de calopsita burra, você sabe que estou aqui pelo mesmo motivo!
Miley: Ui, está bravinha! Se arrependeu de tudo não foi? Finalmente aprendeu o verdadeiro sentido daquela frase, como ela é mesmo? Ah lembrei, "Só damos valor naquilo depois que a perdemos."
Demi: Eu não preciso entender sentido nenhum de uma frase qualquer, porque eu não á perdi, eu à amo e sei que esse amor é recíproco! -disse convicta-
Miley: Ela não me disse nada sobre te amar enquanto gemia meu nome!
Demi: Ela não seria tão idiota em transar com você!
Miley: Ah meu bem, ela não foi idiota, pelo contrário, ela foi bem inteligente até, gemeu como nunca pra mim naquela noite.
Demi: Se realmente ela foi estúpida em transar com você foi só sexo, corpo com corpo, não teve amor, não teve sentimentos envolvidos!
Miley: E desde quando você liga pra sentimentos? Nesses últimos meses você só brincou com os dela!

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 Eu ia postar segunda só que deu uma chuva muito forte aqui e desde então estou sem internet :/ O técnico vai vim hoje pra resolver os negócios aqui e se ele realmente vir eu posto outro hoje, se não fica pra amanhã ou sábado. E pra quem perguntou se eu tenho whatsapp eu tenho sim, quem pediu vai no meu ask que eu passo :) >>> ask.fm/GabrielaSBM <<<

7 comentários:

  1. OMG, o capitulo foi perfeito, cada palavra da Demi =') tudo... adorei a parte da provocação "Ela não me disse nada sobre te amar enquanto gemia meu nome!" hehe, fodaa. Já tava com saudades, não some mais =(

    ResponderExcluir
  2. ameeeeeeeeeeeei as 2 brigando :33

    ResponderExcluir
  3. nossa to sem palavas.queria tanto ter acordado e dado um beijo na minha Demi.continua meu bem.

    ResponderExcluir
  4. Nossa que declaração linda da Demi :)

    ResponderExcluir
  5. Heeeey amr!
    Tipo to me segurando pra ñ chorar, ta muuuuito perfeito esse capitulo, parabéns!
    Aguardando anciosamente o próximo post hein!
    Aaaaaah...
    Posta logoooooooo!
    Beijos ;)

    ResponderExcluir
  6. Haaaaaaa q PERFEITO ADOREI oq a demi falou pra "mim" DEmora pra postar nao pf

    ResponderExcluir
  7. Selinho pra vc amr *-*
    http://ilovedemismall.blogspot.com.br/2013/10/selinho.html

    ResponderExcluir

Me faça feliz!